img_a0143bee4f6a33fdae5a5c9649c1645835994

 

 

 

 

 

 

O 18º. Prémio Literário “Rodrigues, o Intérprete” foi atrubuído à obra da narrativa sobre a vida de Wenceslau de Moraes, “Koshu (Saudade)” da autoria de Jiro Nitta e Masahiko Fujiwara.

O Prémio Literário “Rodrigues, o Intérprete”, foi instituído pela Embaixada de Portugal em Tóquio com base na doação do Sr. Jorge Midorikawa, nosso antigo tradutor (já falecido), destinando-se a galardoar obras literárias editadas no Japão, em língua japonesa, sobre temas ou autores portugueses.

“Koshu (Saudade)” foi iniciada por Jiro Nitta, um dos escritores japoneses mais relevantes do século XX,  e, após a sua morte, continuada pelo seu filho, que a completou 32 anos depois. O Júri valorizou o conteúdo e o estilo desta interessante narrativa sobre a vida de Wenceslau de Moraes, que foi enviado como diplomata português para o Japão na era Meiji, e aí serviu e viveu durante cerca de 30 anos. Depois de aposento mudou-se para Tokushima, terra natal de sua mulher, japonesa, onde acabou por morrer sem ter voltado a Portugal. O Júri relevou igualmente o retrato literário do autor sobre as diferenças culturais e antropológicas entre japoneses e portugueses, que foi continuado pelo seu filho – Masahiko Fujiwara – após a sua morte.

O Júri congratulou-se com o fato de se terem apresentado a concurso 9 publicações, número relativamente elevado, que permitiu abranger diversos géneros literários. Mereceram menções especiais duas obras: a tradução de Koji Abe da obra de José Saramago “O Homem Duplicado” e “O Diário de Lisboa”, da autoria de Tokuhisa Yokoki.

Estavam a competição as seguintes obras:

“Koshu (Saudade)”, Jiro Nitta e Masahiko Fujiwara – o premiado
O Homem Duplicado”, José Saramago, Koji Abe (tradução)
“O Diário de Lisboa”, Tokuhisa Yokoki
“A Magia de Futebol Português”, Tetsuya Wanibe
“Contos de Moraes”, Wenceslau de Moraes, Takiko Okamura (tradução)
“O Céu de Lisboa, As Flores de Alecrim”, Kinuko Jesser Suzuki
“Guerra Sagrada de Vasco da Gama”, Nigel Cliff, Yoshiko Yamamura (tradução)
“Portugal Milagroso”, Tomoko Yasumori
“Para Portugal, a Viagem Retro”, Yukimi Yano