1023298

A Campanha “Sequeira no Lugar Certo” Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA) lançou uma campanha de angariação de fundos para comprar uma obra de arte. É a primeira que se faz em Portugal. A Adoração dos Magos, pintura de Domingos Sequeira (Lisboa, 1768 – Roma, 1837), que faz parte da chamada “série Palmela”, um conjunto de quatro telas que está há 170 anos na mesma família, pode ser agora comprada pelo MNAA. Exilado desde o final de 1823, impedido de regressar a Portugal, o pintor passou por Paris em 1824 e instalou-se definitivamente em Roma em 1826, onde viveu até falecer em 1837. Em 1827, dá início a quatro telas magistrais sobre a vida de Cristo, quadros de uma profunda introspeção, renovando por completo os caminhos que até então trilhara e coroando verdadeiramente a sua carreira: Descida da Cruz (1827), A Adoração dos Magos (1828), Ascensão(1828 – 1830) e Juízo Final (1828 – 1830), os dois últimos elaborados já no quadro penoso que precedeu a doença e a morte. Surgiu agora ao MNAA a oportunidade de integrar no seu acervo – a par do cartão final e dos desenhos preparatórios – a pintura A Adoração dos Magos, uma peça fundamental do património nacional, por 600 mil euros a um privado, descendente do primeiro duque de Palmela, e pretende atrair grandes e pequenos mecenas. A ideia é envolver a sociedade civil na aquisição de uma “obra absolutamente excepcional” para o MNAA, a sua “casa natural”, já que Sequeira é o artista mais representado na sua colecção – 45 pinturas, embora 23 sejam esboços mais ou menos acabados, e 760 desenhos, mais de metade dos que lhe são hoje atribuídos (1417). Para saber mais sobre a campanha: http://sequeira.publico.pt/