335_2048x1152

“Manoel de Oliveira para Sempre – Retrospectiva Comemorativa da Obra do Cineasta” realizar-se-á no Athénée Français Cultural Center em Tóquio, entre os próximos dias 6 e 18 de março.
Esta será a última sessão da itinerância da retrospectiva de Manoel de Oliveira no Japão que começou em janeiro de 2016.

O sucesso da primeira exibição no ano passado levou a retrospectiva a itinerar entre oito cidades nipónicas e, em julho passado, chegou a realizar-se um simpósio que contou com a presença de Valérie Louiseleux que trabalhou na edição de quase todas as obras do cineasta desde 1991 e dois académicos japoneses.

O progrma da última retrospetiva comtempla a exibição de “Douro, Faina Fluvial” (1931) em 35 mm, cuja cópia foi adquirida com a colaboração do CCP Tóquio e Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema, estando ainda programado uma conferência por um representante da Embaixada de Portugal sobre “O Velho do Restelo” e um simpósio com realizadores japoneses.

Obras a serem exibidas:

“Douro, Faina Fluvial” (1931)
“Aniki Bó-bó” (1942)
“O Acto da Primavera” (1963)
“O Passado e o Presente” (1972)
“Francisca” (1981)
“Os Canibais” (1988)
“Non, ou a Vã Glória de Mandar” (1990)
“Divina Comédia” (1991)
“Vale Abraão” (1993)
“A Caixa” (1994)
“Um Filme Falado” (2003)
“O Velho do Restelo” (2014)
無題