Luís de Almeida  (1525 – 1583)

almeida-museu-12[1]

Nasceu em Lisboa em 1525. Depois de obter o título de médico em 1546, embarcou rumo à Índia (1548). Embora conseguindo fortuna ainda novo como comerciante em Goa, decidiu deslocar-se ao Japão. No verão de 1555 aportou em Hirado, noroeste de Kyushu, e nesse outono entrou para a Companhia de Jesus. De Hirado chegou a Bungo (hoje província de Oita, noroeste de Kyushu) e estabeleceu-se na cidade de Funai, capital de Bungo. Luís de Almeida propôs ao dáimio Otomo Sorin (D.Francisco de Bungo, um dos primeiros dáimios a cristianizar-se) a construção de um hospital com dois departamentos, um para os feridos e outro para os leprosos e doentes contagiosos. O hospital foi construído com o apoio do dáimio e a fortuna do próprio Luís de Almeida, em 1577.

Pela rapidez, eficácia e qualidades humanas do missionário, a sua fama estendeu-se a várias partes do império nipónico, inclusive até à capital, Quioto, e espalhou-se por toda a região de Tohoku. Lamentando a existência de crianças abandonadas pelos seus pais, resultado da extrema pobreza, Almeida construiu também um orfanato.
De regresso ao Japão da viagem a Macau, já sacerdote, continuou dedicado no seu apostolado missionário. Faleceu em outubro de 1583, em Kawachinoura (cidade de Amakusa, província de Kumamoto, sudoeste da ilha de Kyushu, sul do Japão), como superior do distrito de Amakusa.

Bibliografia a consultar:
Diego R. Yuuki, S.J. LUÍS DE ALMEIDA- MÉDICO, CAMINHANTE, APÓSTOLO, 1989, Instituto Cultural de Macau
Toshio Shigashino, 「南蛮医アルメイダ」(Almeida, médico português), 1993, Kashiwa shobo